Manifesto ADAB

A ADAB - Associação Desportiva Atletismo Brasil repudia veementemente toda e qualquer forma de corrupção, por essa razão coloca-se a favor de uma ampla, transparente e rigorosa investigação pela Polícia e Ministério Público das sérias acusações e denúncias publicadas na imprensa nos últimos dias envolvendo a Confederação Brasileira de Atletismo.

O esporte nacional passa mudanças e transformações, não podemos aceitar que a história e as conquistas do Atletismo brasileiro sejam manchadas por atos de corrupção.

A CBAt não contestou nenhuma prova material contida nas denúncias, optou por publicar em seu website uma “Nota Oficial” que não esclarece absolutamente nada.

Exigimos que sejam investigados minuciosamente todos os convênios, contratos e prestações de contas, observado o direito de defesa.

Uma vez comprovada à veracidade das denúncias, cobraremos da justiça a punição de todos os culpados com rapidez e absoluto rigor, independente de quem sejam.

Visando assegurar a transparência do processo investigatório a ADAB requer e defende o imediato afastamento do Presidente da CBAt pelo período de 90 (noventa) dias e a Convocação de uma Assembleia Geral da entidade em virtude da gravidade das denúncias e da urgência. Conforme estabelece o Estatuto da CBAt em seu artigo 32, bem como no Código Civil, é garantido a um quinto dos membros o direito de solicitar a Convocação da Assembleia Geral.

Ainda de acordo com o Estatuto, em seus artigos 54 inciso “d” e 57 “c”, especificamente em se tratando de motivo grave e urgente é competência do Conselho Fiscal ou do Conselho de Direção a Convocação da Assembleia Geral. Também estranhamos o fato2 desses Conselhos ainda não terem exercido a sua competência estatutária.

A ADAB conclama a todas as pessoas e entidades com assento na Assembleia Geral da CBAt para que apoiem o afastamento do Presidente e a convocação de uma Assembleia Geral. Fazem parte desse grupo as federações estaduais, os atletas “Heróis Olímpicos”, os cinco clubes melhores colocados no Troféu Brasil 2017, os representantes dos atletas e também dos árbitros.

Não nos calaremos nem nos curvaremos, lutamos pelo Atletismo e exigimos que tudo isso seja esclarecido com urgência, nosso esporte não pode ser execrado por atos praticados por maus gestores.

Esse é o anseio da ADAB e da comunidade do Atletismo.

A ADAB, cumprindo o seu papel institucional encaminhará ao Ministério Público todas as denúncias e documentos que às ilustram, não seremos omissos.

O momento é de serenidade e responsabilidade, o Atletismo esta acima das pessoas e de qualquer interesse pessoal.

São Paulo, 21 de dezembro de 2017.

DIRETORIA EXECUTIVA DA ADAB

Deixe um comentário

Parceiros