Página 6 de 37

Na quarta-feira, dia 15 de abril às 18 horas o nosso programa "FALANDO DE ATLETISMO" terá como tema "ASPECTOS FÍSICOS E TÉCNICOS DAS PROVAS DE VELOCIDADE - 100M A 400M".

O nosso convidado será o Prof. Felipe Siqueira, Treinador do Esporte Clube Pinheiros e da Seleção Brasileira de Atletismo. Treinador da equipe masculina do revezamento 4X 100 metros Campeã do Campeonato Mundial de Revezamentos realizado em Yokohama, no Japão, em 2019. Treinador do atleta Alison Brendom (400m/barreiras) que aos 19 anos é uma das maiores revelações do atletismo nacional, encerrou a temporada 2019 com a marca de 48s28, Campeão Pan-Americano e 7º colocado no Campeonato Mundial de Doha.

Faça a sua inscrição gratuitamente acessando o link abaixo:

https://zoom.us/…/regist…/uJYvdemhqjss6ILad6Fwi6ujGQ1NKtQAEA

ESSE PROGRAMA TAMBÉM SERÁ TRANSMITIDO AO VIVO ATRAVÉS DO NOSSO FACEBOOK

Na segunda-feira, 13 de abril às 18 horas o nosso programa "FALANDO DE ATLETISMO" terá como tema "TAMPONAMENTO E A RELAÇÃO COM DESEMPENHO NAS PROVAS DE 10 KM, VARIÁVEIS FISIOLÓGICAS E CARDIORRESPIRATÓRIAS".

O nosso convidado será o Prof. Dr. Thiago Lourenço, Doutorado em Biodinâmica do Movimento Humano-UNICAMP, Mestrado em Biodinâmica do Movimento Humano-UNICAMP, Especialização em Bioquímica, Fisiologia, Nutrição e Treinamento Esportivo-UNCAMP, Bacharel em Treinamento Esportivo-UNICAMP. Atualmente é Cientista do Esporte do Comitê Paralímpico Brasileiro e Professor Adjunto da Disciplina de Bases Biológicas, Celulares e Moleculares do curso de medicina da Faculdade São Leopoldo Mandic de Campinas.

Faça a sua inscrição gratuitamente através do link:

https://zoom.us/…/regist…/tZMscOirrjkuve3o8Il9nHwoUNmT97dO_w

ESSE PROGRAMA TAMBÉM SERÁ TRANSMITIDO AO VIVO ATRAVÉS DO NOSSO FACEBOOK

O "FALANDO DE ATLETISMO" realizado na noite de ontem foi um grande sucesso. O tema "PLIOMETRIA" brilhantemente apresentado pelo Professor Me. Nelio Alfano Moura foi assistido ao vivo por 2863 pessoas de 9 países, Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Venezuela, Porto Rico e Portugal. Dentre os espectadores vários treinadores olímpicos, Atletas olímpicos, dente eles medalhistas olímpicos, vários doutores, e também treinadores iniciantes de projetos sociais. Enfim, radicalizamos na democratizacão do conhecimento do Atletismo! Muito obrigado ao nosso associado, grande treinador Nelio Moura e a todos que prestigiaram esse grande evento histórico!
Nós somos a ADAB!
@neliomoura.mmatletismo

Clique no link abaixo para assistir, na íntegra, o "FALANDO DE ATLETISMO COM O TEMA PLIOMETRIA"

https://zoom.us/…/vcEkI7ysrWo3EtHHswSDU_F_W46_KfmsgXUcrKJey…

Jogos Olímpicos de Verão de 1896 oficialmente conhecidos como Jogos da I Olimpíada, foram os primeiros Jogos Olímpicos da era moderna, realizados em Atenas, Grécia, berço dos Jogos da Antiguidade, entre os dias 6 e 15 de abril de 1896, com a participação de 241 atletas masculinos, representantes de catorze países. O evento realizou-se graças ao empenho do francês Pierre de Frédy, o Barão de Coubertin, idealizador do renascimento dos Jogos existentes na Grécia Antiga, mentor do movimento olímpico e fundador do Comitê Olímpico Internacional.
Sem qualquer experiência na organização de semelhante evento, os organizadores dos primeiros Jogos quase arruinaram a própria competição graças a uma diversidade de datas, pois os gregos utilizavam o antigo calendário juliano na época, paralelo ao convencional usado pela civilização ocidental, fazendo com que ocorresse uma diferença de doze dias entre ambos, o que atrapalhou a inauguração dos Jogos e a chegada dos atletas dos diversos pontos do planeta. Nos registros onde foi utilizado o calendário juliano os Jogos realizaram-se entre 25 de março e 3 de abril de 1896.
A cerimônia de inauguração acabou acontecendo numa segunda-feira de Páscoa, com o discurso de abertura proferido diante de cem mil espectadores pelo próprio rei da Grécia, Jorge I, após a inauguração de uma estátua que existe até os dias de hoje em homenagem ao rico financista ateniense George Averoff na entrada do Estádio Panathinaiko, principal palco das competições e uma maravilha arquitetônica toda em mármore. Averoff foi o responsável pela restauração e modernização do estádio e financiador da organização do evento, e que impediu seu cancelamento antes mesmo de iniciado, devido às penosas condições do cenário real grego.
Nove modalidades esportivas foram disputadas: atletismo, ciclismo, esgrima, ginástica, halterofilismo, luta, natação, tênis e tiro.

Tratado com descaso pelo poder público há anos, o Estádio de Atletismo Célio de Barros abrigara um novo hospital de campo que receberá pacientes portadores do coronavírus. O hospital terá 400 leitos e será uma das oito instalações temporárias instaladas em todo o estado do Rio de Janeiro para ajudar a lidar com o afluxo esperado de pacientes com coronavírus.

É com imensa alegria que informamos a comunidade do Atletismo que o programa "FALANDO DE ATLETISMO" agora é internacional! Os nossos eventos virtuais estão sendo prestigiados por treinadores de vários países como Argentina, Antíqua e Barbuda, Chile, Colômbia, Venezuela, Peru, Itália e Portugal. No dia 10 de abril, sexta-feira, o nosso "FALANDO DE ATLETISMO" terá como palestrante o treinador olímpico português Professor José Uva, coordenador técnico da Academia de Atletismo Sporting Clube de Portugal, especialista na prova do salto triplo, há 19 anos é treinador da triplista Patrícia Mamona (começou a treinar aos 12 anos), campeã europeia e 6° colocada nos Jogos Olímpicos Rio 2016 com a marca de 14,65 metros.
@coachuvajumps
@patriciamamona
@atletismo.brasil

 

 

Próximo FALANDO DE ATLETISMO dia 08/04 com o professor Nélio Moura.

TEMA: PLIOMETRIA.

Nelio Alfano Moura tem sido técnico de seleções nacionais, em diversas categorias, desde 1990, com destaque para participações em cinco edições de Jogos Olímpicos, cinco de Jogos Pan-Americanos e 17 Campeonatos Mundiais de Adultos (indoor e ao ar livre).
É o coordenador de atletismo do Centro de Excelência Esportiva, da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo e treinador de saltos horizontais do Esporte Clube Pinheiros.
Membro de Honra da Academia Brasileira de Treinadores do Comitê Olímpico Brasileiro, tem mais de 30 artigos técnicos e científicos publicados em revistas especializadas. Mestre em Performance Humana pela Universidade Metodista de Piracicaba, orientou atletas para a conquista de duas medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim.

Se inscreva através do link abaixo.

https://zoom.us/…/regist…/v5EsfuCqqT8ipmTpAq8JVMEf1rBzwBbV4Q

Próximo FALANDO DE ATLETISMO será dia 03/04/2020, Sexta - Feira COM O TEMA "SALTO EM ALTURA: DA INICIAÇÃO A PERFORMANCE COMPETITIVA"

O Professor Kiyoshi Takahashi será o palestrante.

Ele que já tem mais de 40 anos de experiência como treinador de atletismo, é mestre em teoria do treinamento pelo Instituto de Cultura Física Manuel Fajardo de Havana, em Cuba, além de treinador de salto em altura do Esporte Clube Pinheiros e de várias seleções brasileiras ao longo das últimas décadas.

Se inscreva agira mesmo.

https://zoom.us/…/regist…/v5EkceygqDMp7jVLMUlnZpECZTpOnCKzeQ

Esperamos você.

Na segunda-feira, dia 6 de abril o nosso "FALANDO DE ATLETISMO" será com o Professor Carlos Aveiro. Não percam, FALANDO DE ATLETISMO COM O TEMA "LPO COMO FERRAMENTA DE PREPARAÇÃO PARA O ATLETISMO, FORÇA, VELOCIDADE E COORDENAÇÃO". O Professor Carlos Aveiro é
Mestrando em Ciências da atividade física,
Head Coach da Seleção Brasileira Militar de LPO,
Treinador Nível 4 de Atletismo,
Coordenador do Projeto Força Brasil,
Coordenador da primeira pós graduação em LPO do Brasil,
Treinador internacional de LPO pela ODEPA e
Treinador do Clube de Regatas Vasco da Gama.

Participe desse grande projeto de democratização do conhecimento e de fomento ao atletismo. Lembrando que todos os nossos programas são gratuitos! Vagas limitadas, faça a sua inscrição!

https://zoom.us/…/regist…/u5AkdO6vqDwi8UXXil5_YDr4mTGPnmqkQw

Você é o nosso convidado para o FALANDO DE ATLETISMO COM O TEMA "SALTO EM ALTURA: DA INICIAÇÃO A PERFORMANCE COMPETITIVA".
O evento será realizado na nossa sala virtual na próxima sexta-feira, dia 03 de abril às 18 horas.
O Professor Kiyoshi Takahashi tem mais de 40 anos de experiência como treinador de atletismo, é mestre em teoria do treinamento pelo Instituto de Cultura Física Manuel Fajardo de Havana, em Cuba, além de treinador de salto em altura do Esporte Clube Pinheiros e de várias seleções brasileiras ao longo das últimas décadas.
https://zoom.us/…/regist…/v5EkceygqDMp7jVLMUlnZpECZTpOnCKzeQ

NA QUARTA-FEIRA O FAREMOS MAIS UM "FALANDO DE ATLETISMO" COM O TEMA: "PRINCIPAIS ASPECTOS DO SALTO COM VARA"
O atleta e treinador Henrique Camargo Martins do Esporte Clube Pinheiros e da Seleção Brasileira de Atletismo no Mundial de Doha nos falará sobre a prova do salto com vara. O convidado é Professor de Educação Física com especialização em fisiologia do exercício e mestrado em Cinesiologia e Saúde pela The University of Texas-Pan American.
A CBAt publicou uma nota oficial no dia de hoje que merece especial atenção, principalmente dos clubes e associações: "Recorda-se aos clubes interessados, que as filiações ao Comitê Brasileiro de Clubes – CBC,que forem realizadas após 1º de julho de 2020, terão um prazo de carência de 6 (seis) meses para que tais clubes possam ter direito aos benefícios do Comitê. Como ainda estão por serem realizadas todas as competições interclubes da CBAt, as quais tem parceria com o CBC, recomenda-se que os clubes interessados realizem sua filiação ao Comitê ante de 30
de junho de 2020, para garantir o direito aos benefícios ainda na corrente temporada"
O inteiro teor da nota pode ser acessado através do link:
 
Próximo FALANDO DE ATLETISMO
"AVALIAÇÃO: INTERPRETAÇÃO DOS DADOS E APLICABILIDADE PRÁTICA "
O palestrante será o Prof. Domingos R. Pandeló Jr, Doutor em Ciências do Esporte. Fisiologista do Exercício e Head Coach do Centro de Alta Performance.
30 mar 2020 18:00
"AVALIAÇÃO: INTERPRETAÇÃO DOS DADOS E APLICABILIDADE PRÁTICA "
O palestrante será o Prof. Domingos R. Pandeló Jr, Doutor em Ciências do Esporte. Fisiologista do Exercício e Head Coach do Centro de Alta Performance.
30 mar 2020 18:00
O COMITÊ OLÍMPICO INTERNACIONAL (COI), O COMITÊ PARAOLÍMPICO INTERNACIONAL (IPC), O COMITÊ ORGANIZADOR DE TÓQUIO 2020, O GOVERNO METROPOLITANO DE TÓQUIO E O GOVERNO DO JAPÃO ACORDARAM HOJE NOVAS DATAS PARA OS JOGOS DA XXXII OLIMPÍADA, EM 2021. JOGOS OLÍMPICOS DE TÓQUIO 2020 SERÁ COMEMORADO DE 23 DE JULHO A 8 DE AGOSTO DE 2021. ELES TAMBÉM CONCORDARAM COM NOVAS DATAS PARA OS JOGOS PARAOLÍMPICOS, QUE SERÃO COMEMORADOS DE 24 DE AGOSTO A 5 DE SETEMBRO DE 2021.
As lideranças dos principais partidos se reuniram via conferência telefônica hoje cedo, com a presença do presidente do COI Thomas Bach, do presidente de Tóquio 2020 Mori Yoshiro, do governador de Tóquio Koike Yuriko e do ministro olímpico e paralímpico Hashimoto Seiko, e concordaram com o novo cronograma.
Essa decisão foi tomada com base em três considerações principais e em conformidade com os princípios estabelecidos pelo Conselho Executivo do COI em 17 de março de 2020 e confirmados em sua reunião de hoje. Eles foram apoiados por todas as Federações Esportivas Olímpicas de Verão (IFs) e todos os Comitês Olímpicos Nacionais (NOCs):
1. Proteger a saúde dos atletas e de todos os envolvidos e apoiar a contenção do vírus COVID-19.
2. Proteger os interesses dos atletas e do esporte olímpico.
3. O calendário internacional de esportes global.
Essas novas datas dão às autoridades de saúde e a todos os envolvidos na organização dos Jogos o tempo máximo para lidar com o cenário em constante mudança e com as perturbações causadas pela pandemia do COVID-19. As novas datas, exatamente um ano após as originalmente planejadas para 2020 (Jogos Olímpicos: 24 de julho a 9 de agosto de 2020 e Jogos Paraolímpicos: 25 de agosto a 6 de setembro de 2020), também têm o benefício adicional de que qualquer interrupção que o adiamento cause ao o calendário esportivo internacional pode ser reduzido ao mínimo, no interesse dos atletas e dos FIs. Além disso, eles fornecerão tempo suficiente para concluir o processo de qualificação. As mesmas medidas de mitigação de calor planejadas para 2020 serão implementadas.
(Fonte: COI)
 
Governo garante manutenção do Bolsa Atleta e diz que Esporte não perderá recurso.
No final de 2019, foi divulgado investimento total de R$84,2 milhões para 2020, contemplando 6.248 atletas que integram os programas dos Jogos Olímpicos e Paralímpico
Governo garante manutenção do Bolsa Atleta e diz que Esporte não perderá recurso
A pandemia do novo coronavírus tem provocado mudanças no esporte mundial e nacional, como o adiamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio para 2021, anunciado nesta terça. No entanto, a Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania garantiu que os programas Bolsa Atleta e Bolsa Pódio não serão afetados.
A Secretaria Especial do Esporte também afirmou que nenhuma verba do Esporte será realocada para o Ministério da Saúde ou qualquer outra área do governo federal para ajudar no combate à covid-19, o que poderia acontecer durante a vigência do estado de calamidade pública, aprovado recentemente pelo Congresso a pedido do presidente Jair Bolsonaro. O decreto que instituiu o estado de calamidade se estende até 31 de dezembro deste ano.
"Não há previsão de remanejamento de recursos da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania para outras pastas do governo federal. Também não estão previstos cortes nos valores das seis categorias vigentes do Programa Bolsa Atleta (Pódio, Olímpica/Paralímpica, Internacional, Nacional, Estudantil e Atleta de Base)", afirmou a pasta.
Segundo o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, além de manter o pagamento do Bolsa Atleta e do Bolsa Pódio, a pasta estuda formas de adaptar os termos da prestação de contas dos benefícios para se ajustar à realidade desse período em que os efeitos da covid-19 alteram a rotina de competições e atletas. "O programa Bolsa Atleta, para o governo Bolsonaro, é uma permanente ferramenta de formação e aprimoramento de atletas brasileiros, independentemente de seu nível. Será sempre mantido e ampliado", disse Lorenzoni.
No final de 2019, o governo federal divulgou o investimento total de R$ 84,2 milhões no Bolsa Atleta em 2020, contemplando 6 248 atletas que integram os programas dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Todos os esportes que farão suas estreias na programação olímpica e paralímpica também compõem a relação.
Os atletas que foram contemplados no edital estão divididos entre os 4.248 de modalidades olímpicas e outros 1.134 de modalidades paralímpicas. Do total, 3.517 são homens e 2.731, mulheres. Os competidores também estão separados nas divisões Nacional, com 4.286 atletas, Internacional (949), Estudantil (383), Olímpica/Paralímpica (340) e de Base (290).
O Bolsa Atleta é um programa de patrocínio direto aos competidores. Desde a criação, em 2005, já foram concedidas mais de 69,5 mil bolsas, para 27 mil atletas de todo o Brasil. O valor destinado pelo programa desde sua implantação supera a marca de R$ 1,2 bilhão.
Apoio ao adiamento da Olimpíada
Assim como o Comitê Olímpico do Brasil (COB) e outros comitês e confederações, o governo se mostrou favorável ao adiamentos dos Jogos Olímpicos de Tóquio para 2021. A decisão foi anunciada nesta terça, após reunião entre representantes do governo japonês, do comitê organizador e membros do COI.
"Os efeitos da pandemia do COVID-19 estão sendo sentidos em vários países, e os atletas sofreram impacto. Competições de modalidades olímpicas e paralímpicas foram canceladas nos circuitos internacionais e, ao seguirem as recomendações de isolamento social da Organização Mundial da Saúde (OMS), os atletas ficaram impedidos de treinar e de se preparar adequadamente para um evento da magnitude dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos", avaliou o secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães.
 
A Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) segue os protocolos adotados pela Agência Mundial Antidopagem (AMA-WADA), em consequência da caracterização do COVID-19 (novo Coronavírus) como pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS).
Página 6 de 37

Parceiros