Página 3 de 5

Nessa data em que é lembrado o 17° aniversário de sua morte, rendemos a nossa homenagem ao ídolo Olímpico e membro do Hall da Fama do Atletismo (IAAF) Adhemar Ferreira da Silva. Esse grande brasileiro conquistou duas medalhas de ouro no salto triplo nas Olimpíadas de Helsinque em 1952 e Melbourne em 1956. Além de atleta brilhante, Adhemar conquistou quatro diplomas acadêmicos nas áreas das artes plásticas (foi um grande escultor), educação física, direito e relações públicas. Também foi adido cultural na embaixada brasileira em Laos, na Nigéria. O Estatuto da ADAB estabelece em seu artigo 5° inciso VII, como uma de nossas finalidades "divulgar, difundir e preservar a memória de todos aqueles que através do Atletismo divulgaram e honraram o nosso país". Muito obrigado pela sua jornada, salve ADHEMAR FERREIRA DA SILVA!

Comunicamos a comunidade do Atletismo e a sociedade que conforme compromisso assumido protocolamos no início da tarde de hoje, na Sede do Ministério Público do Estado de São Paulo, duas representações para a instauração de inquéritos com o objetivo de investigar os fatos praticados pelos gestores da Confederação Brasileira de Atletismo e da Federação Paulista de Atletismo. 
Confiamos que o Ministério Público fará uma investigação detalhada e rigorosa e responsabilizará os culpados. Sugerimos ao Ministério Público, que comprovadas as denuncias, seja requerido judicialmente a aplicação das sanções bem como o ressarcimento ao erário dos danos causados ao patrimônio público, também todas as penalidades criminais, e especialmente em caráter preventivo de sequestro de bens.

A ADAB informa à comunidade do atletismo mais um despautério do Presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, José Antonio Martins Fernandes (Toninho). Como é do conhecimento de todos, no dia 2 de janeiro foi publicado no website da entidade uma "Nota da Presidência à Comunidade Atlética Nacional". Essa "nota", assinada pelo Presidente, foi identificada como "NOTA OFICIAL Nº0001/2018, Dia 02/01/2018". Na nota, que não trouxe nenhuma explicação nem esclarecimento foi informado que "...relatório detalhado sobre o referido convênio na Assembleia Geral da Entidade, a ocorrer ainda no próximo mês." Ou seja, informou que a assembleia geral seria realizada no mês de fevereiro. OCORRE QUE DE FORMA SORRATEIRA A CBAt ALTEROU O TEXTO DA CITADA NOTA, E ONDE ESTAVA ESCRITO "PRÓXIMO MÊS", INCLUIU AS PALAVRAS "DE MARÇO". OU SEJA, ALTEROU O TEXTO E COMO TAL O TEOR DE UMA NOTA OFICIAL SEM QUE INFORMASSE ISSO, O NÚMERO DA NOTA PERMANECEU SENDO O MESMO, A DATA E HORÁRIO DA PUBLICAÇÃO TAMBÉM. ESSE EPISÓDIO DEMONSTRA CLARAMENTE O "MODUS OPERANDI" UTILIZADO COM OS DOCUMENTOS OFICIAIS DA ENTIDADE. Certamente isso não é exemplo de governança nem de transparência, mas de descaso e desrespeito com a comunidade do atletismo.Não foi feita nenhuma errata, não se trata de correção, mas de má fé ao alterar completamente o teor de um documento oficial assinado e já publicado. Esses dois DOCUMENTOS OFICIAIS também serão incluídos na denúncia ao Ministério Público, pois demonstra claramente o modo de agir do presidente da entidade. A adulteração do texto original está grifada em vermelho.

Fazemos um agradecimento muito especial aos nossos associados que estão escrevendo essa história conosco. Democratizar o conhecimento, fomentar a prática do Atletismo em nosso país e fazer do esporte uma importante ferramenta de inclusão social e transformação. Essa é a nossa missão!

A ADAB, em respeito a comunidade do atletismo, visando absoluta e total transparência, comunica que lamentavelmente não recebeu NENHUMA resposta ao e-mail encaminhado no dia 26 de dezembro à todos os integrantes da Assembleia Geral. O citado e-mail tinha como finalidade solicitar apoio para a realização de uma Assembleia Geral Extraordinária tendo em vista as graves denúncias publicadas contra a CBAt relacionadas a fortes indícios de corrupção. Para que não restem dúvidas, à título de ilustração, estamos publicando os documentos formais que materializam uma única denúncias, dentre várias. São 13 documentos, com o seguinte teor: 
1) Regulamento do Troféu Brasil 2014 (http://www.cbat.org.br/regulamentos/TB_14.pdf), onde destacamos o Artigo 8º que estabelece que "As despesas com transporte, hospedagem e alimentação das delegações são de
responsabilidade das respectivas entidades participantes...". 
2) Recibo manuscrito no valor de 555 mil reais referente ao "pagamento de hospedagem e alimentação" (café da manhã, almoço e jantar) durante 5 dias para 370 pessoas, nominalmente identificadas na listagem que acompanha o recibo. Segundo o recibo, a CBAt custeou despesas no valor de R$ 1.500,00 (um mil e quinhentos reais) para cada integrante da listagem. 
3)Listagem completa contendo os 370 nomes das pessoas que teriam sido beneficiadas pelo pagamento das despesas de que trata o recibo.
Destacamos que está comprovado que, no mínimo, mais de uma centena de atletas já declararam que não tiveram nenhuma despesa custeada pela CBAt, não se hospedaram em nenhum hotel custeado pela CBAt nem receberem nenhum auxílio alimentação. E mais, muitos dos atletas citados na lista sequer foram ao Troféu Brasil 2014.
O certo é que esses 555 mil saíram do erário do Estado de São Paulo através da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo. Esses recursos chegaram a CBAt, que justificou o seu gasto através desse RECIBO, cujas despesas, em sua maioria, não foram realizadas. 
Necessário destacar que não se trata de uma Nota Fiscal, mas de um simples recibo manuscrito que sequer cita o nome do hotel. A não emissão de uma nota fiscal já caracteriza indícios de sonegação fiscal, que nesse caso pontualmente apresenta-se como apenas um de tantos crimes cometidos.
A CBAt, através de nota postada em seu website, não contesta essas provas, afirma apenas que "as contas foram aprovadas pela Secretaria de Esporte e pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo." 
É inegável que tanto a secretaria quanto o tribunal de contas apreciaram o que foi apresentado pela CBAt, na máxima de que "o papel aceita tudo"; existem fortes indícios de que tanto a Secretaria e Esporte como o TCE foram induzidos ao erro baseados em documentos que não traduzem a verdade.
Face ao exposto, rogamos para que as Federações e todos os demais integrantes da Assembleia Geral da CBAt revejam a sua postura quanto a necessidade da Convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária.
Não tenham medo, não se acovardem, não sirvam de escudo para quem não consegue justificar o que está materialmente comprovado.
Compete a vocês decidirem como querem deixar os seus nomes registrados na história do nosso esporte. 
Compete a vocês serem os protagonistas dessa investigação e dos seus desdobramentos, ou omissos sejam lembrados como cúmplices.
A sociedade brasileira despertou contra esse câncer que é a corrupção, é inaceitável que os detentores do poder no atletismo nacional fechem os seus olhos para essa triste realidade.
Temos absoluta certeza que a justiça prevalecerá, o Ministério Público receberá elementos contundentes e indícios de provas incontestáveis; com isso seguramente a investigação será breve e contunde; os responsáveis serão denunciados na esfera civil e penal.
É triste ver que, para muitos, os interesses pessoais estão acima do compromisso com o Atletismo e com a preservação da instituição Confederação Brasileira de Atletismo.
Solicitamos a todos da comunidade do atletismo que façam chegar esses documentos aos integrantes da Assembleia Geral.
Pedimos ainda, para que não restem dúvidas, que aqueles que tiveram o seu nome utilizado como "laranja" nessa listagem se manifestem escrevendo "Declaro que o meu nome foi incluído indevidamente nessa listagem, pois não me hospedei e não tive nenhuma despesa custeada pela CBAt durante o Troféu Brasil 2014".
É necessário a união e a participação de todos!
Justiça!

Visando assegurar absoluta transparência, a ADAB informa a comunidade do Atletismo a relação com os 51 integrantes da Assembleia Geral da CBAt. Reiteramos que a Assembleia Geral é o órgão de deliberação máximo da entidade. Conforme previsto no Estatuto da CBAt, por força da legislação vigente em nosso país, a Assembleia Geral poderá ser convocada pelo presidente, pelo Conselho Fiscal, pelo Conselho de Direção e ainda POR UM QUINTO DOS DOS MEMBROS. É necessário que os integrantes da Assembleia Geral assumam as suas responsabilidades apoiando a convocação da Assembleia Geral Extraordinária preservando assim a CBAt e principalmente o Atletismo. A omissão pode ser entendida como conivência. É necessário a união de todos em favor do Atletismo!

A ADAB recebeu mais duas grandes doações de calçados para a Campanha Tênis Solidário. As doações foram feitas respectivamente pelo Professor Ronaldo Dias de Campinas-SP e pela Atleta Olímpica do salto com vara, Professora Joana Costa. A ADAB agradece a generosidade. Destacamos que os projetos interessados em serem beneficiários do repasse dos tênis deverão ser cadastrados em nosso website ou no link https://docs.google.com/…/1FAIpQLSe_71G4NTGBMLu_T1…/viewform.
São pré-requisitos indispensáveis que os projetos sejam voltados ao Atletismo e atendam crianças e jovens de até 18 anos em situação de vulnerabilidade social. A ADAB acredita e trabalha para que o Atletismo seja cada vez mais uma ferramenta de inclusão social. A Campanha Tênis Social faz parte das ações sociais da ADAB.

A ADAB comunica a toda a comunidade do atletismo, que passadas 24 horas do envio do e-mail, NENHUM integrante com assento na Assembleia Geral da CBAt respondeu ao nosso pedido de apoio para a necessidade urgente de convocação de uma assembleia geral extraordinária. Estamos atentos e vigilantes, é necessário que todos cobrem um posicionamento. Temos a informação verbal de alguns apoios, porém, para que não restem dúvidas, não obtivemos nenhuma resposta formal. A omissão pode ser confundida com a conivência. O Atletismo não aceita mais essa postura.

A ADAB comunica a todos da comunidade do atletismo que nesta data, 26 de dezembro, enviamos a todos com assento na Assembleia Geral da CBAt um pedido formal para que se manifestem e apóiem o afastamento do presidente da entidade e a imediata convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária. Enviamos e-mail para todas as federações estaduais, para os heróis Olímpicos, para os responsáveis pelos clubes melhores classificados no Troféu Brasil de 2017, para o representante da associação de árbitros de atletismo, da associação nacional de treinadores e por fim para o representante dos atletas. A Assembleia Geral é a instância de deliberação máxima da CBAt. É momento de união e de solução. Destacamos que paralelamente a isso estamos instruindo as denuncias que serão protocoladas no Ministério Público no dia 8 de janeiro, quando se encerra o recesso. Serão duas denúncias, contra a Confederação Brasileira de Atletismo e contra a Federação Paulista de Atletismo. Exigimos a apuração de todos os fatos e, respeitado o direito de defesa, a punição de todos os culpados.

 

A ADAB - Associação Desportiva Atletismo Brasil repudia veementemente toda e qualquer forma de corrupção, por essa razão coloca-se a favor de uma ampla, transparente e rigorosa investigação pela Polícia e Ministério Público das sérias acusações e denúncias publicadas na imprensa nos últimos dias envolvendo a Confederação Brasileira de Atletismo.

O esporte nacional passa mudanças e transformações, não podemos aceitar que a história e as conquistas do Atletismo brasileiro sejam manchadas por atos de corrupção.

A CBAt não contestou nenhuma prova material contida nas denúncias, optou por publicar em seu website uma “Nota Oficial” que não esclarece absolutamente nada.

Exigimos que sejam investigados minuciosamente todos os convênios, contratos e prestações de contas, observado o direito de defesa.

Uma vez comprovada à veracidade das denúncias, cobraremos da justiça a punição de todos os culpados com rapidez e absoluto rigor, independente de quem sejam.

Visando assegurar a transparência do processo investigatório a ADAB requer e defende o imediato afastamento do Presidente da CBAt pelo período de 90 (noventa) dias e a Convocação de uma Assembleia Geral da entidade em virtude da gravidade das denúncias e da urgência. Conforme estabelece o Estatuto da CBAt em seu artigo 32, bem como no Código Civil, é garantido a um quinto dos membros o direito de solicitar a Convocação da Assembleia Geral.

Ainda de acordo com o Estatuto, em seus artigos 54 inciso “d” e 57 “c”, especificamente em se tratando de motivo grave e urgente é competência do Conselho Fiscal ou do Conselho de Direção a Convocação da Assembleia Geral. Também estranhamos o fato2 desses Conselhos ainda não terem exercido a sua competência estatutária.

A ADAB conclama a todas as pessoas e entidades com assento na Assembleia Geral da CBAt para que apoiem o afastamento do Presidente e a convocação de uma Assembleia Geral. Fazem parte desse grupo as federações estaduais, os atletas “Heróis Olímpicos”, os cinco clubes melhores colocados no Troféu Brasil 2017, os representantes dos atletas e também dos árbitros.

Não nos calaremos nem nos curvaremos, lutamos pelo Atletismo e exigimos que tudo isso seja esclarecido com urgência, nosso esporte não pode ser execrado por atos praticados por maus gestores.

Esse é o anseio da ADAB e da comunidade do Atletismo.

A ADAB, cumprindo o seu papel institucional encaminhará ao Ministério Público todas as denúncias e documentos que às ilustram, não seremos omissos.

O momento é de serenidade e responsabilidade, o Atletismo esta acima das pessoas e de qualquer interesse pessoal.

São Paulo, 21 de dezembro de 2017.

DIRETORIA EXECUTIVA DA ADAB

Para incluir o seu projeto como beneficiário da campanha "TÊNIS SOLIDÁRIO" é necessário preencher esse formulário eletrônico. Os principais pré requisitos indispensáveis para a aceitação de um projeto é que ele seja voltado exclusivamente à prática de atletismo e atenda crianças e jovens menores de 18 anos em situação de vulnerabilidade social. Todos os projetos serão analisados por uma comissão da ADAB criada com essa finalidade. A campanha"TÊNIS SOLIDÁRIO" é nacional, por essa razão receberemos solicitações de todo o país.
 

Comunicamos que esgotaram-se as vagas para o 1° Curso ADAB 2017 com o tema "INICIAÇÃO AO TREINAMENTO DE ATLETISMO" que será realizado nos dias 11 e 12 de novembro. Sendo assim as inscrições estão encerradas.

Estamos preparando um excelente curso!

A ADAB agradece a todos que se inscreveram! Recebam antecipadamente o nosso agradecimento.

Aos que não conseguiram se inscrever nesse curso pedimos que continuem nos acompanhando, pois estamos preparando muitas atividades para o futuro.

A todos o nosso muito obrigado.

A ADAB estará realizando nos próximos dias 11 e 12 de novembro na cidade de São Paulo o 1° CURSO ADAB 2017 com o tema "INICIAÇÃO AO ATLETISMO".

O curso será realizado em quatro períodos, e terá como palestrantes o Dr. Fernando Roberto Oliveira, os Mestres Clodoaldo Lopes do Carmo e Samuel Bento e o Especialista Neilton Alfano Moura, além dos Palestrantes convidados Dr. Rômulo C. de Moraes Bertuzzi, Mestre Kiyoshi Takahashi e Especialista Felipe Siqueira. Haverá entrega de certificado aos participantes.

O curso será realizado na Rua Manoel da Nóbrega n° 800, Paraíso, São Paulo-SP (Sede da Federação Paulista de Atletismo).

O investimento será de R$ 120,00 para o curso completo ou R$ 50,00 por período.

Associados da ADAB tem desconto e pagam apenas R$ 100,00.

O pagamento do curso completo poderá ser parcelado em 3 vezes no cartão de crédito. O pagamento pode ser feito ainda através de boleto.

Destacamos que todos os palestrantes trabalharão voluntariamente, toda a receita do curso será revertida para os projetos da ADAB.

"CLIQUE AQUI PARA ACESSAR O PROGRAMA COMPLETO EM PDF"

No dia 23 de outubro, segunda-feira, estaremos realizando a terceira videoconferência do nosso projeto "FALANDO DE ATLETISMO"; o tema será "INICIAÇÃO AO ATLETISMO" com a finalidade de democratizar e compartilhar o conhecimento sobre o atletismo em nosso país.

Os mediadores da ADAB serão os Mestres Márcio Prudêncio e Samuel Bento da Silva.
Márcio Prudêncio é Professor da UFMG, Mestre em biodinâmica do movimento humano, e falará sobre a iniciação nas provas de barreiras e saltos horizontais e verticais.
Samuel Bento da Silva é Mestre em Pedagogia do Movimento, Especialista em biomecânica, bioquímica e fisiologia do exercício, falará sobre as provas de meio fundo e fundo; e também de arremesso e lançamentos.

O evento é gratuito e aberto para treinadores de atletismo de todo o país, as incrições poderão ser feitas através do link:

https://zoom.us/meeting/register/09788b0f22dba12fcde7dc3c8da9331e

Assissta o vídeo de divulgação do evento.

No próximo dia 17 de outubro a ADAB estará dando sequência as videoconferências do projeto "FALANDO DE ATLETISMO".

Essa segunda videoconferência será dirigida aos Treinadores de Atletismo do Estado de São Paulo, na oportunidade trataremos dos problemas enfrentados por todos bem como da possibilidade de criação de uma liga ou de ligas de atletismo.

Essa videoconferência será realizada no dia 17 de outubro das 21h as 22h30.

Serão disponibilizadas 100 vagas, por ordem de inscrição.

Você deverá fazer a sua inscrição clicando aqui.

Para participar da videoconferência você deverá ter acesso à internet utilizando o seu smartphone, tabtel, PC ou notebook.

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo realizará no dia 19 de outubro uma Audiência Pública contra a concessão do complexo do Ibirapuera.

O evento será realizado das 19h às 21h30 no Auditório Paulo Kobayashi, na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo situada na Av. Pedro Álvares Cabral, 201 - Moema, na Cidade de São Paulo.

Essa Audiência Pública é de iniciativa do Deputado Estadual Luiz Fernando Ferreira.

A ADAB é absolutamente contrária a concessão e ao projeto de demolição da Pista de Atletismo do Ibirapuera.

Dentre as ações que visam impedir essa concessão a ADAB lançou um abaixo assinado eletrônico que tem como destinatário o Secretário de de Estado de Esporte, Lazer e Juventude do Estado de São Paulo Dr. Paulo Gustavo Maurino.

Para a ADAB a Pista de Atletismo do Ibirapuera é insubstituível não apenas para o esporte de alto rendimento como para os projetos sociais que formaram campeões e principalmente cidadãos.

Lutamos para que o Governo do Estado São Paulo se sensibilize de que a Pista de Atletismo do Ibirapuera é um PATRIMÔNIO DO ATLETISMO NACIONAL que se confunde com a história do esporte, cenário de importância singular e vital do atletismo de base ao máster.

QUEREMOS A MODERNIZAÇÃO DA PISTA DE ATLETISMO DO IBIRAPUERA, SOMOS VEEMENTEMENTE CONTRÁRIOS A SUA DEMOLIÇÃO.

Convidamos toda a comunidade do atletismo a participarem dessa Audiência Pública, é necessário exercermos a nossa cidadania participativa.

Página 3 de 5

Parceiros