Página 3 de 13

A ADAB comunica a comunidade do Atletismo que o Presidente da Confederação Brasileira de Atletismo, Professor Warlindo Carneiro Filho decretou a intervenção na Federação Paulista de Atletismo.
O interventor será o ex Atleta e Professor Joel Lucas Vieira de Oliveira.
A ADAB parabeniza o Presidente Warlindo Carneiro Filho pela atitude e saúda o interventor Joel desejando sucesso nessa árdua missão. A ADAB declara total apoio ao Interventor Joel Lucas Vieira de Oliveira, temos acerteza que o Atletismo Paulista estará em boas mãos.
Segue abaixo a matéria publicada no website da CBAt.
Parabéns CBAt, parabéns Joel, parabéns Atletismo Paulista!

INTERVENÇÃO NA FEDERAÇÃO PAULISTA DE ATLETISMO

Comunica-se que em função do descumprimento, por parte da Federação Paulista de Atletismo, dos termos dos ofícios CBAt-PRES nº 0174/2018 e CBAt-PRES nº 0188/2018, os quais solicitavam o encaminhamento das prestações de contas dos últimos 5 (cinco) anos, aprovadas pelo Conselho Fiscal e Assembleia Geral, com o devido registro, tendo por base os permissivos legais contidos na Constituição Federal art. 217, na Lei 9.615/98, no Estatuto desta Confederação e ainda das normas desportivas vigentes, foi deflagrado o procedimento visando a intervenção administrativa na FPA.

No dia 08 de novembro de 2018 houve a tentativa de notificação administrativa da FPA dos termos da intervenção. Como não houve sucesso a CBAt adotará as providências cabíveis visando a implementação da medida.

Pela Portaria da CBAt número 36/2018, datada de 06 de novembro de 2018, fica decretada a intervenção na filiada e nomeia como interventor o Senhor Joel Lucas Vieira de Oliveira.

A atual gestão da CBAt reafirma seu compromisso com o Atletismo nacional e envidará todos os esforços para o seu engrandecimento e fortalecimento.

WARLINDO CARNEIRO DA SILVA FILHO,
Presidente do Conselho de Administração da CBAt
(Fonte. CBAt)

A ADAB agradece essa galera do bem que realizou nesta noite de quarta-feira um treinão a no Parque Prefeito Celso Daniel. Todo o material arrecadado será destinado aos projetos sociais atendidos pela ADAB. Lembrando que esses projetos atendem através do Atletismo crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. O atletismo é uma importante ferramenta de inclusão e transformação social. Muito obrigado a todos que participaram desse evento, valeu @lokosdobras e @avelarmarcelo @nathy_run

 

A ADAB informa à comunidade do atletismo que a Comissão de Inquérito Administrativo que investiga as irregularidades na Confederação Brasileira de Atletismo concluiu e entregou o terceiro relatório, restam ainda mais dois. Esse relatório apurou fatos relacionados a aplicação de recursos oriundos da Secretaria de Estado de Esporte, Juventude e Lazer do Governo do Estado de São Paulo, conforme o Termo de Convênio 
número 70/2014 de 21 de abril de 2014, no valor de R$ 1.816.500,00, destinados ao custeio do Grande Prêmio Internacional Caixa São Paulo de Atletismo de 2014. Necessário destacar que o Presidente da CBAt, Professor Warlindo Carneiro Filho acolheu integralmente o relatório final e a conclusão do Inquérito Administrativo número 03/2018, determinando a Assessoria Jurídica a imediata adoção das medidas administrativas quais sejam a lavratura de boletim de ocorrência, a representação aos órgãos de fiscalização – Ministério Público/Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, resposta com o posicionamento da CBAt perante os 
órgãos de fiscalização, bem como as medidas judiciais que constituem em ações de responsabilização dos envolvidos e ressarcimento dos danos causados a CBAt visando preservar os interesses da CBAt e do 
Atletismo nacional. A ADAB parabeniza o presidente da CBAt por essa atitude.

A ação da Comissão do Esporte no sentido de promover o desenvolvimento científico no contexto do esporte no Brasil tem sua continuidade na segunda edição do projeto Concurso de Artigos Científicos da Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados.

O certame, instituído pelo requerimento nº 216/18, aprovado na Reunião Deliberativa Ordinária da Comissão do Esporte de 11 de abril de 2018, contemplou três temáticas:

1. Esporte educacional e inclusão social: esporte no sistema de ensino; esporte como inclusão social de jovens e adultos; esporte na terceira idade; esporte e promoção de saúde; gênero e esporte; legado social das olimpíadas.
2. Esporte de rendimento: formação para o esporte; pesquisas sobre desempenho no esporte de alto rendimento; relação entre subsídios para o esporte e desempenho; legado esportivo das olimpíadas.
3. Políticas do esporte: gestão do esporte, programas de incentivo ao esporte; financiamento do esporte; papel das entidades no esporte nacional.
Os artigos submetidos se distribuem conforme o Gráfico 1.

Assim, abrindo o número da publicação dos artigos, tratamos dos vencedores no tema Esporte educacional e inclusão social. O trabalho elaborado por Fagner José Passos, de Monte Belo (MG), traz relevante contribuição metodológica ao “comparar as percepções dos alunos com deficiência intelectual e professores de educação física sobre a inclusão no contexto escolar”, no texto intitulado “Inclusão no contexto escolar: percepções de alunos com deficiência intelectual e professores de educação física”, medalha de ouro na temática. Na sequência, a medalha de prata é do candidato Rafael Marques Garcia, de Brotas (SP), com o artigo “Ressignificações no esporte através da performance de Tifanny Abreu”, no qual narra a bem-sucedida trajetória da atleta trans de voleibol. O terceiro lugar da temática ficou com Tatiana Flores Rodrigues, de Uberlândia (MG), com o trabalho “O rugby aplicado nas escolas municipais de Uberlândia através do legado social e esportivo dos Jogos Rio 2016™”, que detalha o treinamento das delegações olímpicas e paralímpicas dos países da Bélgica, Egito, Irlanda e Sérvia, realizado na cidade de Uberlândia e como essa experiência incentivou o desenvolvimento do turismo e do esporte local.

Dando sequência à publicação com o tema Esporte de rendimento, a medalha de ouro foi para o trabalho de Natalia Franco Netto Bittencourt, de Belo Horizonte (MG), ao concluir que a implementação de programa preventivo reduz em 43% os dias de afastamento e em 17% as lesões dos atletas jovens, finalizando pesquisa sobre o “Impacto de um programa preventivo multidisciplinar na frequência de lesões em atletas jovens”. A medalha de prata foi de Matheus Mageste Guimarães, do Rio de Janeiro (RJ), que analisa o “Efeito de diferentes protocolos de cluster set sobre o desempenho do salto vertical”, concluindo que os protocolos de Cluster e Treino Tradicional são eficientes de acordo com as especificidades do desempenho dos atletas de salto vertical. O terceiro lugar vai para Ramon Bisson Ferreira, de Piracicaba (SP), que aborda “O certificado de clube formador como colaborador da formação humana e desportiva de atletas de futebol”, apontando estudo dos dispositivos legais e regulamentares atinentes à certificação e indicando os requisitos exigidos e os procedimentos para que um clube de futebol obtenha o certificado de clube formador, o que afeta os jovens que sonham com o futebol profissional.

O bloco que fecha o número é o do tema Políticas do esporte. No artigo “Um modelo para a gestão de informações do esporte de alto rendimento no Brasil”, que leva a medalha de ouro, o autor, Alan de Carvalho Ferreira, de Brasília (DF), apresenta um modelo para a gestão de informações do esporte de alto rendimento no Brasil utilizando ferramentas de tecnologia da informação. A medalha de prata no tema vai para o artigo de Fernando Henrique Silva Carneiro, de Goiânia (GO), que conclui ser a fonte orçamentária a que recebeu mais recursos no período de 2004 a 2015, sendo que, ao longo do tempo, a extraorçamentária e a de gastos tributários apresentaram considerável crescimento, no artigo intitulado “O financiamento esportivo brasileiro: proposta de metodologia crítica de análise”. Finalizando, a medalha de bronze do tema políticas do esporte foi para o artigo “Fundos patrimoniais e fundos de apoio como ferramentas de financiamento do esporte no Brasil”, de Rene Vinicius Donnangelo Fender, de São Paulo (SP), que, por meio de um estudo comparado de fundos de apoio de Japão, Austrália, Alemanha e EUA, conclui que a transparência no processo de doações de ambos os fundos é fundamental para o sucesso do mecanismo de diminuição de dependência de recursos públicos.

Boa leitura!

Deputado ALEXANDRE VALLE

Presidente da Comissão do Esporte

Texto completo

http://e-legis.camara.leg.br/…/index.php/e-legis/article/vi…

 

A ADAB está engajada na campanha #EsporteSemAssédio. Compartilhe essa ideia, baixe gratuitamente em nosso website www.adab.org.br ou aqui mesmo em nosso Facebook a "Cartilha de Prevenção ao Assédio Sexual e Moral no Esporte" e o "Guia de Orientações Sobre o Assédio Moral e Sexual nos Esportes".

http://adab.org.br/arquivos/cartilha_assedio_cob.pdf
http://adab.org.br/arquivos/cartilha_assedio_mpt.pdf

TODOS CONTRA O ASSÉDIO SEXUAL E MORAL NO ESPORTE! Compartilhe essa idea!!!!

Mais um dia especial para a ADAB, fruto de muita generosidade e solidariedade da comunidade dos corredores. Queremos agradecer a todos e a cada um que carinhosamente nos brindou com a sua doação no dia de hoje. Fazemos um agradecimento muito especial ao organizador dessa campanha de hoje e líder da @corredoresdazonanorte @avelarmarcelo , bem como dos nossos parceiros da @correbando e do nosso amigo da ADAB @rdefelicis . Agradecemos também a @milleniumtransportes que gentilmente levará todas as doações para a base da ADAB. Obrigado ?! Valeu galera!!!

Visando a democratização da informação e do conhecimento a ADAB informa que a CBAt promoveu alterações pontuais no Estatuto Social da entidade em caráter de urgência nos termos do Inciso III do Parágrafo 3º do Artigo 42 do Estatuto da entidade, “ad referendum” da Assembleia Geral. Significa dizer que essas alterações serão apreciadas pela Assembleia Geral à ser realizada no início de 2019. Essa é a segunda vez que a CBAt efetua alterações de urgência, a primeira foi para assegurar a participação dos maratonistas na eleição para representantes dos atletas, como candidatos. Com essa mudança foi possível a eleição do maratonista Paulo Paula. Essas nova mudanças estatutárias são necessárias para que a CBAt possa obter a certificação do Ministério 
do Esporte, atendendo as exigências da Portaria número 115/2018 daquele órgão. As alterações contam com o apoio da ADAB, pois democratizam a gestão. A primeira mudança inclui entre os Poderes da CBAt o Conselho Técnico. A segunda detalha a função do Conselho Técnico, definindo que " O Conselho Técnico é o órgão incumbido por estabelecer as diretrizes desportivas 
da CBAt, visando tanto a formação das Delegações do Atletismo brasileiro no âmbito internacional, como a organização do Calendário Desportivo da CBAt, onde se inclui a aprovação dos regulamentos técnicos dos eventos e da Confederação." A terceira mudança estabelece que cabe a CBAt proporcionar as condições necessárias para participação dos membros da 
Assembleia Geral em suas reuniões ordinárias e extraordinárias, na medida dos recursos 
disponíveis e de previsão orçamentária prévia. A quarta mudança estabelece que o atleta medalhista olímpico bem como os dois representantes das federações que integrarão o Conselho de Administração da CBAt deverão ser eleitos em reunião ordinária da Assembleia Geral da CBAt. A quinta e última mudança estabelece que o Conselho Técnico será formado por 10 (dez) pessoas sendo o presidente da CBAT, 3 (três) representantes da área técnica da CBAt indicados pelo presidente, dois atletas (um homem e uma mulher), 1 (um) representante dos clubes, 1 (representante) das federações, 1 (um) representante dos treinadores e 1 (um) representante dos árbitros. Todos os representantes deverão ser eleitos pelos pares em votação organizada pela CBAt, os mandatos serão de dois anos sendo possível uma recondução. A ADAB entende que essas alterações já deveriam ter sido feitas na última reforma estatutária promovida durante a assembleia geral realizada no dia 20 de junho de 2018, porém, como dissemos no início as alterações são bem vindas e necessárias. Solicitamos novamente a toda a comunidade do atletismo para que leiam o Estatuto Social da CBAt. http://www.cbat.org.br/acbat/ESTATUTO_Aprovado.pdf

A campanha Tênis Solidário foi criada pela ADAB com finalidade de fomentar o Atletismo nosso país dando dignidade às crianças e jovens que correm com os pés descalços. Atendemos projetos sociais que utilizam o Atletismo como ferramenta de inclusão e transformação social. Para ser atendido pela nossa campanha o responsável pelo projeto deve preencher um formulário solicitando a inclusão. Esse projeto então é apreciado por uma comissão composta por três integrantes. Caso o projeto seja aprovado então passamos a captação e separação dos tênis para que então seja feita a entrega. Até o momento já contemplamos 12 projetos com 800 pares de tênis entregues. Temos o controle e a relação de todos que receberam os tênis. Todas as entregas são transmitidas ao vivo em nosso Facebook. O cadastro para figurar como beneficiário deve ser feito através do link https://docs.google.com/…/1FAIpQLSe_71G4NTGBMLu_T1…/viewformtambém disponível em nosso Facebook adabatletismobrasil e em nosso website www.adab.org.br. Agradecemos imensamente todos os doadores e colaboradores!

UM POUCO DA HISTÓRIA DO GRANDE ÍDOLO AYRTON SENNA, CONTADA PELO SEU PARCEIRO DE TREINOS E DIRETOR FINANCEIRO DA ADAB GERALDO MARANHÃO, EX CORREDOR DA PROVA DOS 200 e 400 METROS. 'Grande piloto e pessoa muito simpática', diz ex-atleta que puxava treinos de Ayrton Senna, 30 anos após 1º título

POR WILLIAM HELAL FILHO
O Globo - blogs.oglobo.globo.com

Mesmo acostumado com a adrenalina dos mais de 300km/h que alcançava com seu McLaren nos grandes prêmios de Fórmula-1, o ídolo Ayrton Senna não dispensava os treinos correndo a 14km/h na pista de atletismo da Universidade de São Paulo (USP). No dia 14 de agosto de 1988, ano em que o brasileiro ganharia seu primeiro título mundial, O GLOBO publicou uma reportagem sobre a preparação física de Senna para resistir ao estresse e exaustão das provas de automobilismo. Na época com 28 anos de idade, ele costumava dar 20 voltas no trajeto da USP, muitas delas ao lado do então velocista Geraldo Maranhão Junior, que entrava na pista quando o piloto começava a dar sinais de cansaço. - Eu era tipo um coelho (jargão do atletismo usado para definir o atleta que entra no treino para marcar o ritmo dos demais). Entrava depois de um tempo para dar estímulo e não deixar o rendimento dele cair muito até o final das voltas - relembra Maranhão, então com 19 anos e fã declarado de Senna. - Treinamos juntos durante muito tempo, e eu assistia a todas as provas dele. Era um grande piloto e uma pessoa muito simpática também. Sempre perguntava como eu estava, se estava precisando de alguma coisa. 
Aquele era o primeiro ano de Ayrton Senna pilotando pela McLaren e formando uma dupla endiabrada com o francês e grande rival Alain Prost, que na época já era bicampeão mundial. A reportagem sobre a preparação do brasileiro foi publicada dias depois do GP da Hungria, décima prova daquela temporada de 30 anos atrás. Em primeiro lugar no ranking, Senna tinha vencido seis etapas, contra quatro de Prost. O francês se recuperou e venceu mais três provas no segundo semestre, mas o paulista se segurou, vencendo mais dois circuitos. Senna terminou o ano apenas três pontos na frente e conquistou o primeiro de seus três títulos mundiais.

Hoje é dia de celebrarmos o aniversário da Professora Daiana Gambôa, associada da ADAB e representante das treinadoras na assembleia da CBAt. Desejamos a Daia um Feliz Aniversário com muita saúde, paz, harmonia, prosperidade e toda felicidade que possa existir. A Professora Daiana Gambôa foi eleita representante das treinadoras em eleição realizada durante o Troféu Brasil de Atletismo no mês de setembro, o seu mandato irá até o Troféu Brasil 2020, quando serão realizadas novas eleições. Parabéns Daia Gambôa!!! @daiagamboa

Os tênis foram doados na Universidade Anhanguera de São Paulo, unidade Belém, durante o "II Congresso Internacional de Enfermagem". Agradecemos a todos os doadores e colaboradores, bem como ao nosso Diretor Social Cultural e Educacional Professor Edson Barboza, que fez essa articulação junto a Universidade e aos organizadores do Congresso.

A Confederação Brasileira de Atletismo divulgou as datas das Clínicas/Campings integrantes do Sistema Nacional Caixa de Treinamento – Descoberta de Talentos, para os meses de novembro e dezembro de 2018 (houve a inclusão mais uma Clínica/Camping no mês de novembro):

Programação de Clínicas/Campings
- 06 a 10 de Novembro – Velocidade 
- 20 a 24 de Novembro – Saltos Horizontais 
- 03 a 07 de Dezembro – Metodologia do Treinamento

Os Centros de Formação do Atletismo, integrantes do SNT, tem prioridade na participação de seus treinadores e atletas, quando das inscrições.

Próximo a data de realização das clínicas/campings, será comunicado o nome do ministrante de cada uma, bem como alterações de datas ou temas, caso ocorram, sendo que tais alterações serão publicadas em Nota Oficial caso sejam confirmadas.

Recorda-se que a participação em todas as clínicas/campings, é somente para treinadores e atletas com registro na CBAt.

II. Clínica e Camping de Velocidade – Sistema Nacional Caixa de Treinamento – Descoberta de Talentos 06 a 10 de novembro de 2018 – Bragança Paulista, SP

Confirma-se a realização da clínica e camping em referência, na data e local acima indicados, integrante do Sistema Nacional Caixa de Treinamento (SNT), com as seguintes informações complementares:

- Participantes: podem participar treinadores devidamente registrados na CBAt e que atuem em provas de velocidade com seus respectivos atletas, igualmente registrados na CBAt, com participação comprovada nas provas de velocidade (75m/100m/200m/400m) no ano de 2018, em qualquer categoria a partir do Sub-16.

- Ministrante: Professor Felipe de Siqueira da Silva.

- Local: Centro Nacional de Desenvolvimento do Atletismo – CNDA. 
Estrada Municipal Antônio Franco de Lima s/nº - Campo Novo 
Bragança Paulista - SP

- Quantidade de vagas: 16 (dezesseis) vagas, as quais serão preenchidas pelos primeiros 16 (dezesseis) treinadores que solicitarem a inscrição, os quais podem indicar um atleta para acompanhar a clínica/camping.

- Hospedagem e Alimentação: será por conta da CBAt no CNDA em Bragança Paulista. 
Alerta-se para a obrigatoriedade de apresentação de autorização dos pais para o atletas menores poderem ser hospedar sem a presença do mesmo.

- INSCRIÇÕES: o prazo de inscrição é de 31 e 01 de novembro de 2018 e os treinadores interessados devem solicitar sua inscrição por escrito para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., com prioridade para os Centro de Formação do Atletismo integrantes do SNT, devendo ser informados o nome completo do treinador, número de registro na CBAt e clube a que pertence; na mesma mensagem deve ser informado o nome 
completo do atleta que o acompanhará, com o seu respectivo número de registro na CBAt e clube pelo qual está inscrito na Confederação.

- Transporte Interno em Bragança Paulista: será por conta da CBAt. Os participantes devem informar o meio pelo qual chegarão em Bragança Paulista para as providências de traslado, se necessário.

- Chegada por via aérea: CBAt oferecerá o traslado somente a partir do Aeroporto de Guarulhos até Bragança Paulista, devendo o treinador informar dia, horário e número do vôo/cia, até as 12:00h do dia 05 de novembro para fins de planejamento da logística do transporte.

- Chegada por via rodoviária: para os participantes que chegarem a São Paulo via rodoviária, o traslado será dado a partir do Terminal Rodoviário do Tietê, caso algum participante chegue através da Rodoviária da Barra Funda, deverá se deslocar até o Terminal do Tietê. Igualmente deverá ser informado até o dia 17 de outubro, o horário de 
chegada para fins de planejamento da logística do transporte.

Para todas as opções acima (aéreo ou rodoviário), sugerimos que a chegada pela manhã seja até às 11:00 e as chegadas a tarde até ás 17:00. Os traslados para Bragança Paulista serão disponibilizados tendo em conta estes horários. A confirmação da saída para Bragança será informada a cada um, após a confirmação de chegada recebida pela 
Departamento Técnico da CBAt. 
Dúvidas podem ser esclarecidas ou informações adicionais podem ser obtidas junto ao Departamento Técnico da CBAt.

(Fonte: http://www.cbat.org.br/…/NO_2005_NO%20156-2018%20-%20%2030%…)

A ADAB repudia veementemente toda e qualquer forma de racismo e discriminação!

Racismo é crime e qualquer tipo de preconceito baseado na ideia da existência de superioridade de raça, manifestações de ódio, aversão e discriminação que difundem segregação, coação, agressão, intimidação, difamação ou exposição de pessoa ou grupo está qualificada por Lei, passível de punição como violação dos Direitos Humanos.
Endereços para o envio de denúncias:

http://denuncia.pf.gov.br/
http://new.safernet.org.br/denuncie 
http://cidadao.mpf.mp.br/

Discriminação refere-se ao ato de fazer uma distinção. O racismo é um caso particular de discriminação em que o indivíduo, pelas características físicas que determinam sua raça, pode sofrer tratamentos diferentes que interferem em suas oportunidades sociais e econômicas, ou o colocam como alvo de segregação. Qualquer pensamento ou atitude de separação por raça é classificado como racismo.

É importante diferenciar raça de etnia. A raça de uma pessoa é expressa pelas características visíveis, ou seja, físicas, tais como tonalidade de pele, formação do crânio e do rosto, e tipo de cabelo. Na etnia, além das características físicas, são considerados outros aspectos como cultura, nacionalidade, afiliação tribal, religião, língua e tradições, que entram em outras classificações quando alvo de discriminação, mas são tratados igualmente perante a Lei. Ou seja, como crime: (Art. 1º) Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional. 
DIGA NÃO AO RACISMO, DENUNCIE!

O Ministério do Esporte e a Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres (SPM) lançaram o programa Esporte Sem Assédio, uma iniciativa conjunta que tem o objetivo de prevenir e combater a violência e o assédio às atletas brasileiras, sejam amadoras ou profissionais. A ADAB apoia o programa #EsporteSemAssédio. Denuncie, ligue 180.

Nova data do Festival de Atletismo em Capão Bonito-SP ????????‍♀??‍♀??‍♂??‍♂ Dia 15 de Novembro.
A partir das 9hrs início das provas!

Categorias: Sub 08/ Sub 10/ Sub 13/ Sub 16/ Adulto

Provas: Velocidade/ Meio Fundo/ Salto em Distância/ Peso/ Altura/ Revezamento.

A ADAB é parceira institucinal desse evento. Maiores informações poderão ser obtidas com os Professores Lia e Flash através dos telefones 11.99616.6044 e 15.99846.1098.

 

Página 3 de 13

Parceiros